Ir para Navegação do Site Ir para Conteúdo principal Ir para Navegação Principal All 3M.com Site Map
 

3M FUTURO™: Glossário

Informação é poder. Viva melhor conhecendo os termos necessários para cuidar bem de seu corpo.

Anatomia

O estudo da estrutura de um organismo, seus sistemas e as interações funcionais entre esses sistemas.

Voltar ao início

Articulação do tornozelo

Um termo comum utilizado para referir-se à articulação superior do tornozelo, que é formada pela junção três ossos. Os ossos externos e internos do tornozelo (as extremidades inferiores da fíbula e da tíbia, respectivamente) formam o que é conhecido como articulação tibio-fibular distal (sindesmose). Trata-se de uma estrutura em forma de garfo na qual o osso do tornozelo (tálus) repousa.

Voltar ao início

Osso do braço

Termo médico: úmero

Voltar ao início

Artrite

Há diversos tipos de artrite, incluindo osteoartrite, artrite reumatoide e gota. A palavra "artrite" significa "inflamação da articulação". A inflamação é uma das reações naturais do corpo às doenças ou ferimentos e inclui o inchaço, a dor e a rigidez.

Voltar ao início

Artroscopia

Um processo durante o qual um artroscópio é usado para examinar e executar simultaneamente uma cirurgia no interior de uma articulação.

Voltar ao início

Cavidade articular

Os ossos que formam uma articulação são cobertos por uma camada de cartilagem invisível aos raios X. O que aparece é um espaço entre os ossos que geralmente diminui como resultado de uma osteoartrite.

Voltar ao início

Fratura óssea

Em medicina, o termo fratura indica um osso quebrado, geralmente causado por forças externas, como uma queda sobre o antebraço.

Voltar ao início

Ferimento ósseo

Este termo engloba qualquer ferimento que afete a estrutura de um osso, como ocorre em um acidente ou como resultado de outros impactos fortes.

Voltar ao início

Calcâneo

O osso do calcanhar que funciona como ponto posterior de ligação da sola do pé.

Voltar ao início

Cama ajustável

Permite que os pacientes posicionem as costas em ângulo com as pernas.

Voltar ao início

Síndrome do Túnel do Carpo ou Túnel Carpal

(Abrev. STC) Dano ao nervo mediano no túnel carpal localizado no pulso.

Voltar ao início

Cartilagem

Um tecido altamente elástico contendo água que funciona como uma camada deslizante que cobre as superfícies das articulações.

Voltar ao início

Danos à cartilagem

Desgaste ou ferimentos na cartilagem de uma junta que podem iniciar um caso de osteoartrite.

Voltar ao início

Espinha cervical

Coluna cervical é o nome dado às sete vértebras localizadas entre a cabeça e a coluna toráxica.

Voltar ao início

Síndrome Cervicobraquial

Síndrome Cervicobraquial (também conhecida como Síndrome Cervical) é um termo genérico para desordens dolorosas na área do pescoço nas quais a dor pode se erradiar para o ombro e o braço. Essas desordens podem ter várias causas.

Voltar ao início

Tomografia Axial Computadorizada

(Abrev. TC ou TAC) Embora este procedimento de raio X assistido por computador seja uma ferramenta de diagnóstico adequada para o esqueleto e para tecidos macios, ele não é tão poderoso quando o MRI para examinar tecidos moles.

Voltar ao início

Ligamento cruciforme

Há uma distinção entre os ligamentos cruzado anterior e posterior, ambos estabilizam o joelho evitando que o platô da tíbia deslize para a frente ou para trás.

Voltar ao início

CTS

Síndrome do Túnel do Carpo ou Túnel Carpal: danos ao nervo mediano no túnel carpal localizado no pulso.

Voltar ao início

Discos intervertebrais

O disco intervertebral é uma estrutura em forma de anel composta de fibrocartilagem e com um núcleo gelatinoso. Esses discos fornecem uma ligação elástica entre as vértebras, permitindo o movimento entre as vértebras individuais e funcionando como articulação e amortecedor de impactos na coluna. O andar ereto coloca uma enorme quantidade de pressão nos discos intervertebrais dos seres humanos.

Voltar ao início

Osteotomia de deslocamento

Cirurgia executada nos ossos para corrigir alterações no eixo de uma articulação.

Voltar ao início

Fratura do rádio distal (Fratura de Colles)

Uma quebra distal no osso rádio localizado no pulso, geralmente causada por uma queda.

Voltar ao início

Teste de gaveta anterior e posterior

A parte inferior da perna pode ser puxada para a frente se o ligamento cruzado anterior for rompido (conhecido como teste de gaveta anterior) e empurrada para trás se o ligamento cruzado posterior for torcido (teste de gaveta posterior).

Voltar ao início

Terapia Funcional Precoce

Este termo descreve uma forma moderna de reabilitação após um ferimento; pode ser conduzida com ou sem intervenção cirúrgica. O objetivo da terapia funcional precoce é mobilizar uma extremidade ou articulação ferida até um ponto anterior na reabilitação para evitar complicações como deterioração muscular, rigidez da articulação, trombose etc. Os suportes e imobilizadores são ferramentas usada na terapia funcional precoce.

Voltar ao início

Edema

Edema é o termo médico para inchaço. Ele é a resposta geral do corpo a um ferimento ou inflamação. O edema pode ser restrito a uma pequena área ou afetar o corpo todo.

Voltar ao início

Epicôndilo lateral

O epicôndilo lateral do úmero é uma protuberância tuberculada, um pouco curvada para a frente e que se conecta ao ligamento colateral radial da articulação do cotovelo. (Consulte cotovelo de tenista).

Voltar ao início

Epicôndilo medial

O epicôndilo medial do úmero, maior e mais proeminente que o epicôndilo lateral, está voltado um pouco para trás; ele se conecta ao ligamento colateral ulnar da articulação do cotovelo. (Consulte cotovelo de tenista).

Voltar ao início

Fíbula

A fíbula e a tíbia formam juntas a haste inferior da perna. A extremidade inferior da fíbula forma o tornozelo externo.

Voltar ao início

Fratura

Em medicina, o termo fratura denota um osso quebrado

Voltar ao início

Cotovelo de golfista ou epicondilite medial ou cotovelo de arremessador

Também chamada de cotovelo de arremessador ou epicondilite medial, esta condição é menos comum que o cotovelo de tenista. O cotovelo de golfista afeta o epicôndilo ulnar (medial), que é precisamente o lado oposto do cotovelo afetado pelo cotovelo de tenista. (Consulte também epicondilite medial).

Voltar ao início

Osso do Tornozelo

O osso do calcanhar age como o ponto posterior de ligação da sola do pé.

Voltar ao início

Hematoma

Um hematoma acontece quando um tecido é ferido (devido a um acidente ou cirurgia), fazendo com que o sangue flua ao redor do tecido macio ou na cavidade articular. Para evitar que o hematoma se espalhe, entre as medidas de primeiros socorros deve-se incluir: resfriamento, aplicação de leve pressão e elevação da área afetada.

Voltar ao início

Hérnia de disco

A hérnia de disco ocorre quando o material interno do disco se expande para fora. Isso pode resultar em irritaçao ou pressão sobre o disco. A maioria das hérnias de disco causam pequenos ou nenhum sintoma.

Voltar ao início

Úmero

Úmero é o termo médico para o osso do braço.

Voltar ao início

Disco intervertebral

O disco intervertebral é uma estrutura em forma de anel composta de fibrocartilagem e com um núcleo gelatinoso. Esses discos fornecem uma ligação elástica entre as vértebras, permitindo o movimento entre as vértebras individuais e funcionando como articulação e amortecedor de impactos da coluna. O andar ereto coloca uma enorme quantidade de pressão nos discos intervertebrais dos seres humanos.

Voltar ao início

Articulações intervertebrais

Cada arco vertebral possui quatro processos articulares que forma as articulações vertebrais que se conectam aos processos articulares acima e abaixo.

Voltar ao início

Suporte ou munhequeira de articulação

Feito preferencialmente de material elástico, que pode se moldar a qualquer parte do corpo e aplicar suave pressão. Aprimorando o efeito proprioceptivo, os suportes de articulações podem ser usados para aprimorar o controle motor fino de uma articulação.

Voltar ao início

Menisco do joelho

Os meniscos são dois discos com formato crescente localizados na cavidade articular entre ambas as extremidades do fêmur e a superfície articular da tíbia. Agindo em conjunto com as camadas de cartilagem ao redor dos ossos da articulação, esses discos funcionam como um tipo de amortecedor de choque, mudando de formato e posição em resposta ao estresse da articulação. Ao fazer isso, eles ajudam a distribuir a pressão pela maior área de superfície possível. Os meniscos também circundam os côndilos femorais e os ligam à superfície do platô tibial.

Voltar ao início

Rótula (ou Patela)

Age para aumentar a alavanca dos músculos anteriores (quadríceps) da coxa, funcionando entre o joelho e a tíbia quando o joelho é esticado.

Voltar ao início

Ligamento colateral lateral

Estabiliza o joelho no lado externo (lateral) da articulação.

Voltar ao início

Epicôndilo lateral

O epicôndilo lateral do úmero é uma protuberância tuberculada, um pouco curvada para a frente e que se conecta ao ligamento colateral radial da articulação do cotovelo. (Consulte cotovelo de tenista).

Voltar ao início

Epicondilite lateral

O cotovelo de tenista (epicondilite lateral) refere-se a uma alteração inflamatória ou degenerativa do epicôndilo lateral (radial, epicondylus radialis) que resulta em esforço exagerado da articulação. A terapia conservadora constitui a primeira linha de tratamento, com intervenção cirúrgica indicada apenas se a dor se tornar constante. (Consulte epicondilite lateral)

Voltar ao início

Ligamentos laterais

Termo comum indicando o sistema de ligamentos laterais da articulação superior do tornozelo. Como ele liga o tornozelo lateral (maléolo) ao osso do calcanhar (calcâneo) e ao osso do tornozelo (tálus), os ligamentos externos desempenham um papel fundamental na estabilização da articulação do tornozelo.

Voltar ao início

Sistema de ligamento

Um termo geralmente usado por profissionais médicos para indicar todo um complexo de ligamentos, como os ligamentos laterais, um termo comum para se referir ao que é realmente um sistema de três ligamentos individuais localizado no tornozelo externo e funcionando como uma única unidade.

Voltar ao início

Lumbago ou Lombalgia

Dor na parte inferior das costas.

Voltar ao início

Lombar

A parte da coluna do canal espinhal localizada na parte inferior das costas+C21.

Voltar ao início

Lombar ciática

Irritação dolorosa da coluna e nervos ciáticos e tensão nos músculos das costas, geralmente irradiando-se para as nádegas e coxas.

Voltar ao início

Coluna lombar

A coluna lombar consiste em cinco vértebras lombares e permite que o torso se dobre, estique, se mova de um lado para outro e gire (ligeiramente) ao redor do eixo do corpo. Várias queixas freqüentes podem resultar de qualquer número de alterações degenerativas da coluna lombar. Essas alterações incluem a osteoartrite das articulações vertebrais ou danos aos discos intervertebrais.

Voltar ao início

Imagem por Ressonância Magnética

(Abrev. IRM) As IRMs são ideais para diagnosticar danos e alterações nos tecidos moles (como ferimentos nos ligamentos cruzados do joelho) e nos discos intervertebrais e, diferentemente do TAC, não expõe os pacientes à radiação.

Voltar ao início

Ligamento colateral medial

Estabiliza o joelho no lado interno (medial) da articulação.

Voltar ao início

Epicôndilo medial

O epicôndilo medial do úmero, maior e mais proeminente do que o epicôndilo lateral, está voltado ligeiramente para trás; ele se conecta ao ligamento colateral ulnar da articulação do cotovelo. (Consulte cotovelo de golfista)

Voltar ao início

Epicondilite medial

Também chamada de cotovelo de arremessador, esta condição é muito menos comum do que o cotovelo de tenista. Ela afeta o epicôndilo ulnar (media), que está precisamente do lado oposto do cotovelo afetado pelo cotovelo de tenista. (Consulte cotovelo de golfista)

Voltar ao início

Nervo medial

O nervo medial (nervus medianus) estende-se pelo túnel carpal no pulso, enervando o polegar e os dedos indicador, médio e anelar.

Voltar ao início

Ruptura do menisco

O menisco é um disco flexível em forma de C que envolve seu joelho. Cada joelho possui dois meniscos, um na extremidade externa do joelho e outro na interna. Os meniscos mantêm seu joelho firme por meio do equilíbrio do peso ao longo do joelho. Um menisco torcido por impedir que seu joelho funcione bem.

Voltar ao início

Cirurgia minimamente invasiva

Uma técnica cirúrgica que resulta nos menores danos possíveis aos tecidos afetados. Procedimentos minimamente invasivos são executados por meio de pequenas incisões pelas quais um endoscópio ou artroscópio são inseridos e usados para executar a cirurgia.

Voltar ao início

IRM

Abreviação de imagem por ressonância magnética

Voltar ao início

Fratura navicular

O escafoide (osso navicular ou scaphoideum) é o osso carpal localizado no lado radial do pulso. Freqüentemente ocorrendo quando uma pessoa cai sobre o pulso, as fraturas do escafoide são geralmente imobilizadas por 12 semanas usando uma peça de gesso.

Voltar ao início

Nervo Mediano

O Nervo Mediano (nervus medianus) estende-se pelo túnel carpal no pulso, enervando o polegar e os dedos indicador, médio e anelar.

Voltar ao início

Órtese ou Suporte

Dispositivos de estabilização externos com componentes rígidos ou semi-rígidos e, em alguns casos, com graus de ajuste de movimento (por exemplo, na órtese de joelho).

Voltar ao início

Osteoartrite

A osteoartrite é causada por danos à articulação, que podem resultar de várias condições, incluindo infecções, má postura e outras malformações (joelho valgo ou pernas arqueadas) ou esforço incorreto ou excessivo na articulação. Se a camada de cartilagem se achatar, por exemplo, os raios X mostrarão que a cavidade articular também foi achatada.

Voltar ao início

Desordem de alinhamento patelar

A desordem de alinhamento patelar ocorre quando a patela (ou rótula) sai do lugar quando a perna se dobra ou endireita. Na maioria dos casos, a patela (ou rótula) vai muito para o lado externo da perna, apesar de em algumas pessoas ela ir para dentro.

Voltar ao início

Síndrome da dor patelo-femoral

Dor ao redor da patela causada por várias condições.

Voltar ao início

Fisioterapia

Um termo genérico abrangendo todos os tratamentos de reabilitação, como terapia ativa/passiva, drenagem linfática, massagem, balneoterapia e todas as formas de terapia de movimento.

Voltar ao início

Cotovelo de lançador (ou arremessador)

Também conhecido como cotovelo de golfista ou epicondilite medial, esta condição é muito menos comum do que o cotovelo de tenista. Ela afeta o epicôndilo ulnar (medial), que está precisamente do lado oposto afetado pelo cotovelo de tenista. (Consulte epicondilite medial).

Voltar ao início

Fascite plantar

A fascite plantar é a causa mais comum de dor no calcanhar. A fascia plantar é a faixa chata de tecido (ligamento) que coneta o osso do calcanhar aos dedos dos pés. Ela suporta o arco do pé. Se você distender sua fascia plantar, ela ficará fraca, inchada e irritada (inflamada). Então seu calcanhar ou a planta de seu pé doerá quando você ficar de pé ou caminhar.

Voltar ao início

Propriocepção

Estimulação dos receptores neurais por esticamento ou aplicação de pressão. O objetivo da propriocepção é estimular uma resposta dinâmica, semelhante ao reflexo, da musculatura que estabiliza e melhora o controle motor fino de uma articulação. Dispositivos externos de estabilização, como fitas, suportes de articulações ou órteses, têm um efeito proprioceptivo.

Voltar ao início

Cabeça do rádio

A extremidade proximal do rádio, a cabeça do rádio, é ligada à ulna por um ligamento anelar que permite que o antebraço gire para dentro e para fora.

Voltar ao início

Rádio

O rádio e a ulna formam, juntos, a haste do antebraço.

Voltar ao início

Reabilitação

Todas as medidas tomadas para restaurar a saúde do paciente e para integrar a pessoa à vida (profissional) normal (integração médica, ocupacional e social).

Voltar ao início

Articulação sacro-ilíaca

Esta articulação forma as junções entre a espinha e cada lado da pélvis. A articulação sacro-ilíaca sustenta o peso e o estresse do torso, o que a torna suscetível a ferimentos.

Voltar ao início

Fratura do escafoide

O escafoide (osso navicular ou scaphoideum) é o osso carpal localizado no lado radial do pulso. Frequentemente ocorrendo quando uma pessoa cai sobre o pulso, as fraturas do escafoide são geralmente imobilizadas por 12 semanas usando uma peça de gesso.

Voltar ao início

Tíbia

A tíbia e a fíbula formam, juntas, a haste inferior da perna. A extremidade inferior da tíbia forma o tornozelo interno.

Voltar ao início

Terapia por Eletroestimulação

A terapia por eletro estimulação foi primeiramente usada para desintegrar pedras nos rins e depois adaptada para uso em aplicações ortopédicas. O procedimento envolve a emissão de breves pulsos de ondas sonoras de alta energia que melhoram o fluxo sanguíneo e estimulam o metabolismo como meio de alívio da dor.

Voltar ao início

Medula

A medula é o componente do sistema nervoso central que se estende pelo canal espinhal desde o cérebro até a parte superior da coluna lombar e exerce a importante função de transmitir os sinais entre o cérebro e o corpo.

Voltar ao início

Espondilartrite

Osteoartrite das articulações intervertebrais da coluna.

Voltar ao início

Torção

O termo torção descreve um ferimento por esticamento de uma articulação e ocorre mais freqüentemente no tornozelo e nas articulações dos dedos. Uma distorção geralmente resulta em ligamentos parcial ou totalmente rompidos. A terapia funcional tradicional geralmente é suficiente e bem-sucedida.

Voltar ao início

Sinóvia

Produzido pela membrana interna da cápsula articular (sinovial), o fluido sinovial (sinóvia) nutre a cartilagem e age como um lubrificante para reduzir a fricção com a articulação.

Voltar ao início

Líquido sinovial

Produzido pela membrana interna da cápsula articular (sinovial), o fluido sinovial (sinóvia) nutre a cartilagem e age como um lubrificante para reduzir a fricção com a articulação.

Voltar ao início

Membrana sinovial

A camada interna da cápsula articular responsável pela produção e reabsorção do fluido sinovial.

Voltar ao início

Sinovial

A camada interna da cápsula articular responsável pela produção e reabsorção do fluido sinovial.

Voltar ao início

Bainha tendínea

Uma bainha tendínea é um envelope preenchido com fluido ao redor de um tendão. Semelhante à bursa, a bainha tendínea executa uma função protetora e torna possível que os tendões deslizem.

Voltar ao início

Tendinite

A tendinite é a inflamação ou irritação de um tendão, um cordão espesso que liga o osso ao músculo. Ela é causada principalmente por um impacto pequeno e repetitivo sobre a área afetada ou por um ferimento repentino mais sério.

Voltar ao início

Cotovelo de tenista

Cotovelo de tenista (epicondilite lateral) refere-se a uma alteração inflamatória ou degenerativa no epicôndilo lateral (radial, epicondylus radialis) que resulta de um esforço exagerado da articulação durante atividades profissionais ou atléticas. A terapia tradicional constitui a primeira linha de tratamento, com a intervenção cirúrgica indicada apenas se a dor se tornar constante. (Consulte epicondilite lateral).

Voltar ao início

Tenosinovite

Mais freqüentemente uma inflamação não bacteriana do tendão e/ou bainha tendínea.

Voltar ao início

Tíbia

A tíbia e a fíbula formam, juntas, a haste inferior da perna. O tornozelo interno é formado pela extremidade inferior da tíbia.

Voltar ao início

Platô tibial

O platô tibial, ou seja, a extremidade achatada da tíbia mais próxima ao torso, tem duas superfícies articulares (a interna/medial e a externa/lateral) que fazem contato com o fêmur. Os dois ligamentos cruzados cruciformes estão ligados ao meio do platô tibial.

Voltar ao início

Ulna

A ulna e o rádio, juntos, formam a haste do antebraço.

Voltar ao início

Terapia por ultrassom (ou Ultrassom Terapêutico)

Vibrações sonoras geram calor dentro do corpo. Os efeitos térmicos e mecânicos do ultrassom melhor o fluxo sanguíneo local.

Voltar ao início

Tríade infeliz

Um ferimento no joelho resultando em rompimento do ligamento cruciforme anterior, do menisco medial e do ligamento colateral medial.

Voltar ao início

Veias varicosas

Veias varicosas são veias torcidas, aumentadas próximas à superfície da pele. São mais comuns nas pernas e tornozelos.

Voltar ao início

Vértebras

As vértebras, ou seja, as estruturas ósseas da coluna, estão conectadas por meio dos discos intervertebrais para formar articulações elásticas. A parte posterior de cada vértebra é formada por um arco vertebral que circunda a medula e, juntamente com os outros arcos vertebrais, forma o canal espinhal.

Voltar ao início

Síndrome da artéria vertebral

A artéria vertebral (arteria vertebralis) é uma ramificação da artéria subclaviana que alimenta o cérebro e se estende pelos processos transversos das vértebras pelos lados direito e esquerdo da coluna cervical. Um paciente pode sofrer vertigens ou zumbido nos ouvidos se o canal se estreitar (por exemplo, como resultado de uma osteoartrite) e comprimir a artéria vertebral.

Voltar ao início

Chicote

É é um ferimento no pescoço e também é chamado de torção ou distensão do pescoço. Os sintomas ocorrem em seguida aos danos no pescoço em que as articulações intervertebrais (localizadas entre as vértebras), discos, ligamentos, músculos cervicais e raízes dos nervos podem ser danificados.
Voltar ao início

Raio X

Um método que utiliza radiação como meio de criar imagens do corpo humano. Apesar desta técnica ser extremamente adequada ao exame das estruturas ósseas, os tecidos moles só podem ser vistos ligeiramente ou não podem ser vistos, sendo a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética mais indicados para a visualização desses tecidos.
Voltar ao início

Encontre seu Produto
Onde Comprar